quinta-feira, 30 de junho de 2011

Hidratando o barrigão: hidratante de banho TodoDia, cereja e avelã, da Natura

E cá sigo eu experimentando produtos que continuem mantendo meu barrigão de melancia longe de estrias. O produto da vez é o hidratante de banho TodoDia, cereja e avelã, da Natura. Deixa dizer que todo mundo já tinha experimentado esse produto, MENOS EU. Minha mãe elegeu como preferido o de macadâmia, e a Nani comentou aqui sobre o de "sabor" uva verde e água de coco. Daí a Natura me mandou um, e eu já fui achando o cheiro delicioso porque não parece aquela coisa de cereja artificial vibe Dip'n'Lik (deu pra notar que ando saudosa essa semana, né?). Mas confesso que também achei que o produto era meio inócuo, até pelo fato dele precisar de enxágue.

Minha pele anda muito bem hidratada, obrigada. Aliás, depois preciso contar aqui como foi que o Garnier Body pra pele extraseca virou o hidratante oficial da minha gravidez. Não sei se é por isso, ou porque esse produto da Natura é eficaz mesmo, mas quando eu o uso no banho, o efeito é ótimo, a pele fica bem macia e viçosa. Talvez, se eu usasse apenas ele, a coisa não desse tão certo, porém no momento estou sem coragem e acho que nem convém fazer a experiência.

Considerando isso, e que o cheirinho dele (delicioso) vai embora em alguns minutos após o banho - isso foi até dito por algumas clientes no site da marca, de onde a foto que ilustra o post foi tirada - montei um esqueminha batuta: após o banho da manhã, uso o Garnier Body, sem economizar. Após o banho da noite, que rola logo antes de ir pra cama, uso o Natura. Please me poupem de broncas porque tomo dois banhos por dia, é isso ou não conseguir acordar pra ir trabalhar. E dormir suja não dá! Nesse esquema, passo o dia hidratada, e a noite hidratada e cheirosa. Fora que ambos os meus banhos são rapidíssimos :)

Gente, não falo muito de gravidez aqui no blog pra não sair do nosso assunto principal, mas se alguma grávida quiser se manifestar e dizer como é que está fazendo pra (tentar) driblar as estrias, será muitíssimo bem vinda.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Eyeko Cream, com e sem extra glow!

Há muito tempo, apareceu na blogosfera essa "novidade que servia pra tudo", o Eyeko Cream. Como assim servia pra tudo? Diziam que era um creminho para o rosto que fazia as vezes de balm para os olhos, hidratante, primer, iluminador, tudo ao mesmo tempo. A marca era meio nova, e fui atrás pra saber qual era. No site da Eyeko, acabou me chamando a atenção o Eyeko TINTED Cream, versão bronze do Eyeko Cream, e que fazia as mesmas promessas do produto original, com "um plus a mais": conferindo uma corzinha bronzeada natural.

Fiquei com esse. E amei milhões. Na época coincidiu de eu ainda estar queimadinha de umas férias na praia, então usava o Eyeko Tinted Cream no rosto todo, após ter aplicado apenas o corretivo escondedor de berebas. Com parcimônia, porque como ele é em creme, sempre tive medinho da pele ficar oleosa em excesso após o uso. Quando o meu bronzeado natural foi saindo (é, eu vejo a cara da praia uma vez por ano, quando vejo), achei que usar o produto no rosto todo estava me deixando com um pouco de cara de tijolo, Donatella Versace feelings, muito embora ele seja bastante suave e espalhável. Mudei o approach: passei a aplicá-lo como um bronzer, sobre a pele feita, naqueles pontos estratégicos tipo bochechas e nariz, onde o sol "pega". Achei apenas que, como creme para os olhos acho que ele não funciona, a menos que você queira sair na rua parecendo que tomou sol com a máscara do Hannibal Lecter. Porém, segui usando dos outros modos acima, e curtindo.

Mas....................

Fiquei sem saber como era O TAL do Eyeko Cream. O original. O que serve pra mil coisas. Se vocês acham que estou exagerando, joguem no Gúgol. O que vão encontrar de entradas em blogs e opiniões sobre as mais diversas maneiras de usá-lo, não está no gibi. E eu, suscetível, fiquei curiosa. Adiei, adiei, adiei a compra, não comprei, esqueci, lembrei, esqueci de novo. Fui lembrar apenas quando, já grávida, a marca me mandou o Eyeko Cream, versão normal e versão extra glow, dizendo ainda que o uso era seguro para mamães que esperam bebês.






E ele é tudo isso mesmo. Pra grávida preguiçosa que só usa corretivo nas berebas (que aumentam a cada dia), é uma mão na roda, porque é só aplicar bem espalhado no rosto - com batidinhas ou pincel bem fofo - e sair de casa com cara de quem tem pele naturalmente viçosa porque come frutas, verduras, legumes e bebe muita água, mesmo que você só coma hamburger e tome cocacola.* Tentando explicar, a pele fica "brilhante" sem aquela vibe cintilância, a cor do produto na embalagem e na pele fica rosadinha. Mesmo assim, se você fizer um rosto bem matte, opaco que nem de diva de cinema dos anos 40, ele também serve como iluminador suave, é só aplicar de uma forma mais concentrada, menos espalhada. Como "creme para os olhos" não sei se traz algum benefício: se trouxer, melhor, porque além do filtro solar e de um ocasional Hipoglós-assusta-marido para dormir, não tenho usado (nem podido usar) quase nada.



Original e com extra glow

Já o Eyeko Cream com extra glow acho mais limitado. Ele não chega a ser hiper cintilante, mas é bem mais brilhoso do que a versão original, ao aplicar na pele e antes de espalhar a gente até percebe que ele puxa pro prata. Bati o martelo: pra mim, é iluminador em creme. Não arrisco sair com ele espalhado pelo rosto todo porque tenho medo de virar um daqueles vampiros adolescentes e chatinhos de Crepúsculo, Eclipse e outros filmes cujo nome não sei (ser titia tem algumas vantagens, os filmes comerciais velhos sobre vampiros eram mais bacaninhas, tipo The Lost Boys, que tinha Corey Feldman, Corey Falecido Haim e o Kiefer Sutherland antes dele virar Jack Bauer). Haja iluminador, porque o pote é bem grande e o produto, deveras concentrado.



Original e com extra glow, pra vocês verem a diferença no tom (ainda dá pra espalhar muito mesmo)

A parte chata? O preço. Eu não pude participar de nenhum dos encontrinhos que a Eyeko promoveu no Brasil por incompatibilidades com meus horários de trabalho; não conheci os donos da marca Max e Nina (minha filha vai ser xará dela, mas é por mera coincidência), então apenas fiquei sabendo pela Loo, Nani e diversos blogs que a Eyeko passou a ser vendida na Drogaria Iguatemi. Como eu frequento a Drogaria Iguatemi do Marketplace uma vez na vida e outra na morte, não posso falar sobre os preços em real que estão sendo praticados. Os preços da loja virtual, esses sim aumentaram muito, pelo menos no que diz respeito a vendas para o público brasileiro. Tá, eu acho que a marca tem que valorizar o produto quando ele é bom, mas mesmo assim eu choro. Ah, choro. Cada potinho de Eyeko Cream, com ou sem extra glow, sai pela bagatela de 19 doletas. Não é barato, e se você quer apenas um iluminador, sugiro que se dirija à Sumirê mais próxima e compre uma sombra roll-on asa de borboleta da Maxlove por R$4.

Contudo, o Eyeko Cream versão original, na minha opinião, vale o preço. Porque ele tem um monte de aplicações, o pote é grandinho e o produto rende bem. O Eyeko Tinted Cream por esse preço eu também recomendaria, mas cuém cuém, cuém, ele parece não existir mais na loja virtual - que aliás é bastante confiável, nunca tive problemas. Ainda não preciso começar a chorar porque me sobrou bastante no pote, uma prova de que rende. Um dia, no entanto, chorarei...






*brincadeirinha, porque não pode, hein? Dermatos explicam (eu aqui só faço as piadas)!

Sobre os classificados e afins

Pessoal, rolaram umas perguntas sobre a demora na atualização dos Classificados, e vou fazer esse post rapidinho pra esclarecer, tá bom?

Os Classificados são uma perninha do VnF?. Vale dizer, eles surgiram depois, porque a gente achou que muitas meninas tinham produtinhos que gostariam de vender, trocar, rolar, comprar, etc, e seria legal ter um canal a mais pra fazer isso.

Então.

No nosso FAQ, item 5, tem uma pergunta/resposta sobre a demora que às vezes ocorre na atualização do VnF?. Eu e a Loo fizemos o blog por hobby e, muito embora ele tenha alguns anúncios e publieditoriais às vezes, isso não chega perto de pagar nossas contas. Como todo mundo, precisamos trabalhar. E precisamos priorizar o trabalho que coloca comida em casa, né? Assim como precisamos cuidar de nossos lares, nossos bichinhos, nossos estudos e nossos respectivos.

Pra mim, esse ano tem sido uma loucura desde o começo. Descobri minha gravidez em janeiro. Além de correr atrás de enxoval, exames, maternidade, plano de saúde, ainda por cima mudei de apartamento. Metade das minhas coisas seguem em lindas caixas de papelão com logo da transportadora, meio esquecidas no canto do home office, mas que piscam pra mim a toda hora que eu passo por ali. Sem contar que, entrando no oitavo mês, os hormônios e o peso excessivo da barriga me deixam leeeerda... Tá complicado até pra atualizar o blog. E o blog, pra gente, é prioridade sobre os Classificados. Não temos problema nenhum em trabalhar de graça atualizando os Classificados já que fomos nós que os criamos, óbvio. Mas eles estão meio que no fim de uma lista de prioridades que só aumenta...

Uma amiga minha disse pra mim que eu me explico muito nesse blog. "Juliana, você faz um monte de coisas, trabalha que nem louca e ainda fica se explicando, eu não teria paciência". É que eu acho que é chato quando alguma leitora entra aqui procurando por algo e se decepciona. Decepção é chato. Por isso tô aqui falando com vocês e pedindo paciência. Estamos fazendo nosso melhor, mas nosso melhor por enquanto, infelizmente, é falar que vamos atualizar quando der...

Ah! Uma moça comentou num post antigo falando que os e-mails que ela está enviando para os Classificados estão voltando. Publiquei o comentário dela mas agora não consigo achar o post... moça, se você está me lendo, fui verificar qual podia ser o problema, falei com a Loo e ela disse que pode ser que os arquivos que você está incluindo no e-mail sejam de tamanho excessivo. Dá uma olhada aqui, se for isso eu acho que resolve!!!


terça-feira, 28 de junho de 2011

A especialista: Dica para sombras

Não sei se já aconteceu com você, mas sabe quando uma sombra não "acontece"??? Existem algumas possibilidades:
1.       A qualidade do produto deixa a desejar
2.       Você está usando o pincel errado
3.       A sombra tem pouco pigmento
4.       Todas as alternativas anteriores
Se investir em um primer de sombra está fora de cogitação, existe um truque simples, barato e fácil. Alguns maquiadores são adeptos: molhe o pincel, retire o excesso de água em um lenço de papel, passe o pincel na sombra e aplique em seguida. Além de a cor ficar mais intensa, ela vai fixar melhor na pele. Esfume logo em seguida para a sombra não ficar marcada. Quando usar esta dica, evite molhar toda a sombra, escolha um cantinho do produto, assim, se optar por usar da próxima vez com o pincel seco, não será difícil para o produto aderir nas cerdas.
Fernanda (mas pode me chamar de Nani), artista plástica e maquiadora. Acredito no poder de uma maquiagem para a auto-estima. Alguns minutos e você estará mais bonita para si mesma e para os outros... Nem pense em sair de casa de cara lavada!!!
nanifadigas [arroba] hotmail.com

domingo, 26 de junho de 2011

Impala 70 nas unhas: Hippie Rua + Paz e Amor


Essa coleção só é novidade pra mim, que recebi há bastante tempo mas nunca havia usado. Perdoem-me, perdoem-me. Desde janeiro não coloco minhas lindas unhas postiças, e as unhas de verdade estão podronas pelo mesmo motivo: trabalhos braçais de mudança e de dona de casa (classe média sofre? hahahaha). Agora no feriado resolvi testar uma das cores e uma das coberturas flocadas; pintei a unha do dedão da mão esquerda e, nesse meio tempo, um casal de amigos ligou e fomos jantar fora, eu com UMA unha só pintada. Tudo pela ciência.

Mas vamos à coleção. Curti porque, na minha opinião, ela não é mais do mesmo. E as cores e texturas são diferentezinhas sem seres mega bizarras. E aqui é opinião mesmo, questão de gosto, eu por exemplo considero bizarro esmalte craquelado, pra mim é coisa do Rocky Horror Picture Show, mas quem gosta, gosta, e cada um na sua. Na imagem (divulgação), temos: Camelo (cremoso), Boca de Sino (perolado), Hippie Rua (perolado, e eu não entendi o nome, que negócio é esse de "rua"?), Figo (cremoso), Bata Rosa (perolado), Boho Chic (perolado, e o único que não gostei no vidro, achei meio cósmico demais mas quem sabe na unha fica diferente), e as coberturas flocadas Love Story e Paz e Amor. Eu achei que saiu da mesmice de várias coleções anteriores, onde cada uma tinha um vermelhinho, um azulzinho, um verdinho, um cor de piscina, um cinza, etc. E aqui fica minha admiração eterna às meninas que escrevem blogs de esmaltes, e conseguem distinguir todos os vermelhinhos e azuizinhos uns dos outros. Eu não tenho esse poder, really!







As fotos do meu dedão, com e sem flash, são pra vocês verem o resultado do Hippie Rua (três camadas, porque ele é BEM ralinho) com a cobertura flocada Paz e Amor por cima. Eu estava louca pra usar cobertura flocada e fazer um revival, pois tive uma há muito tempo, da Gap, comprada na primeira vez em que fui pra NY, aos 17 anos. A minha, porém, era meio estranha, tinha grânulos dourados e uns fiapos pretos que pareciam pelos (eca). Mas achei engraçada a retomada de uma coisa que se usava há 15 anos - aliás, estou me achando por ter vários trench coats velhíssimos no armário, porque agora trench "tá na moda e é temmmdemmmmsia!!!". A cobertura Paz e Amor é bem mais legal do que essa que eu tinha, traz partículas com reflexos azuis e esverdeados, e o mais bacana que achei é que dá uma protegida no esmalte. Palavra de quem lava louça, limpa banheiro, etc.

Agora tô louca pra usar o Figo com a cobertura Love Story. Deve ficar lindo, embora eu tenha notado que o Figo é tão ralinho quanto o Hippie Rua. Meu esmalte favorito da Impala, um antiquíssimo chamado Vinho, é ralo também, e portanto um saco de passar - mas o resultado após 3 camadas é lindo. Ou seja, a paciência é sempre uma virtude, em se tratando da Impala.

sábado, 25 de junho de 2011

Quebra galho: leite demaquilante Higiporo

A coisa tá devagar por aqui, hein? Sei que a Loo está super atarefada; já eu estou descadeirada. Sim, poderia passar horas xingando os antepassados da minha faxineira, a quem pagamos diárias de valor bem alto pra daí, no feriado, eu ter que ficar limpando a casa e ao mesmo tempo carregando essa barriga de seis meses que parece uma melancia (ontem olhei no espelho e, caramba, como cresceu!!!). Mas não adianta, né? Vamos ao que interessa ao VnF? e às leitoras...

Como boa procrastinadora, ainda tenho MUITA coisa encaixotada depois da mudança de apartamento. Pior: tem MUITA coisa ainda encaixotada na casa da minha mãe, também. Isso inclui a grande maioria dos meus cosméticos e maquiagem. Daí que acabei ficando sem demaquilante, meu Olay maravilhoso acabou, e eu tive a mais ou menos sorte de lembrar disso enquanto fazia compras no Sonda Água Branca, hipermercado honesto e com alguns bons preços (tipo o escorredor de pratos que eu comprei na Etna, e no Sonda custa R$15 a menos, cuém cuém cuém). Havia algumas opções da L'Oréal, mas como eu não estava a fim de gastar tanto em um quebra galho, optei por este Higiporo a R$10, mas que sai por R$5,95 na Loja Davene, de onde também tirei a imagem que ilustra o post.

Embora eu costume preferir produtos líquidos aos demaquilantes em loção, por achar que faz menos meleca, gostei de aplicar este, dá um geladinho gostoso na pele do rosto. Ele também passou no teste "retirando as mil camadas de rímel que a Joo usa nos cílios", fez um bom trabalho em apenas duas aplicações (a primeira pra remover o "grosso" e a segunda pra tirar os restinhos), sem que eu precisasse esfregar. Isso, pra mim, é muito importante, já que minha pele é bastante sensível ao redor dos olhos. Ao final do uso, nenhuma vermelhidão, ardência, nada. Ponto para Gilliard, digo, para Higiporo!

O único senão é que no rótulo está escito que o produto se destina a todos os tipos de pele, e eu mesma estava super a fim de deixar de lavar o rosto depois da aplicação (uma mania minha, acho que por ter pele muito oleosa) para ver como minha pele se comportava. Não consegui: 20 minutos depois, ainda achando que meu rosto estava meio nhaquento, lavei com meu sabonete de rosto Clinique-liberado-para-gestantes. Melhor assim; a gravidez não tem sido exatamente boa pra minha pele, e não dá pra sair metendo gel secativo nas espinhas, que nem eu fazia antes, então é mais negócio manter o rosto limpíssimo sempre. Acho que meninas com rosto muito oleoso até podem usar o produto, mas um sabonetinho após vai bem. Para as secas, talvez não seja necessário.

Veredito: achei digno, vou usar até o final, mesmo que seja pra limpar só a área dos olhos, deixando as partes mais oleosas para produtos mais potentes.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Resenha do Leitora Evenim : Bato Caneta Sabrina Sato Classic Red - YES

Olá meninas! Acompanho sempre o Vende na Farmacia além de outros blogs na rede sempre atrás dos produtos "nunca te tive, sempre te amei"! Foi nesses cliques que acabei achando o Batom - Caneta da Sabrina Sato, pela YES Cosmetic. Não sou muito fã de tudo da Yes, somente as sombras, que não são essa Coca Cola toda, mas pelo preço, são bem dignas. Estava procurando um batom vermelho e com fixação melhor do que os que tenho da Natura, que, por sinal, são lindos mas em mim duram muito pouco. Então comprei o Classic Red desse linha de Batão-Caneta. Em um primeiro momento é estranho, pois é semelhante á lápis de olho retráteis, só que mais grossos (claro!)´. A cor é bem bonita, nada de vermelho aberto, um vinho executiva digno. No momento de passar ele "seca" na boca, dando efeito quase matte. Mas não fica matte. Tem um pouco de brilho, bem singelo. No quesito hidratação, perde de longe para os meus da Natura e Avão. A durabilidade é mediana, aguentando bem meio dia, em média. Como curti o efeito sequinho, uso ele com um lip balm da Nivea, que hidrata e ajuda a segurar o batom.

Paguei cerca de 16 reais (não lembro) e achei que cumpre o que promete.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

A especialista: Retoques e cia

Nada melhor que um pó facial para retocar a maquiagem ao longo do dia, certo? Mais ou menos certo... Quando sua pele começa a dar sinais de oleosidade e você aplica um pó usando uma esponja (que deposita mais produto se comparada a um pincel), acaba de ser depositada mais uma camada de produto. Resultado? No final do dia, sua pele está com uma aparência carregada, isso sem falar no quesito higiene. Sim , eu disse higiene. Porquê? Ao passar a esponja no rosto, células mortas e oleosidade ficam lá, dia após dia, e... surge uma alergia ou espinha e você logo vai culpando o produto! Peraí! As esponjas são práticas, sem dúvida, mas os pincéis são melhores. Muitos fabricantes de maquiagem desenvolveram embalagens com um compartimento destinado apenas para guardá-las, desta maneira elas não ficam em contato direto com o pó, evitando a contaminação. Sabe aquele filme plástico que fica entre a esponja e o pó? Ele não está lá por acaso... Nos produtos que não têm este compartimento, a finalidade é não deixar a esponja em contato com o pó.
Para retocar o corretivo, prefira os líquidos porque sua cobertura é menor e por conseqüência o acúmulo também.
O blush também vai sumindo e uma pincelada de leve já garante aquele look "durmo oito horas por noite, tenho uma dieta equilibrada, faço atividades físicas regularmente", ha, ha, ha, até parece né?
Eu gosto bastante daqueles lencinhos anti brilho, você pressiona sobre a pele e some o brilho sem sumir a maquiagem, muuuuito conveniente! Depois, o futuro é aplicar um pó matificante com pincel, apenas na zona T, afinal, um pouco de brilho é bacana, remete a uma pele viçosa e saudável.Cuidado com lápis de olhos do tipo kajal, em peles oleosas ele acaba escorrendo e deixando você com olheiras... Prefira lápis mais "secos", eles aderem melhor à pele.
Rímel é o único item que não precisa de retoques, depois que ele seca, se você aplicar uma camada por cima, empelota e fica um horror. Portanto, capricha na hora da aplicação...
Fernanda (mas pode me chamar de Nani), artista plástica e maquiadora. Acredito no poder de uma maquiagem para a auto-estima. Alguns minutos e você estará mais bonita para si mesma e para os outros... Nem pense em sair de casa de cara lavada!!!
nanifadigas [arroba] hotmail.com

sábado, 18 de junho de 2011

Resenha da Leitora Susana: Avon Foot Work, Sérum de Hidratação

Depois do verão meus pés sempre ficam um caos, horrorosos e muito, muito ressecados. Resultado de dias e mais dias usando sandálias, rasteirinhas, chinelinhos e tudo isso aí. Não sei, parece que a poeira do dia a dia resseca muito os meus pés. Estava me sentindo uma relaxada, como se meus pés nunca tivessem visto creme na vida...
Já estava cansada de passar creminhos de dia, de noite e nada... meus pés estavam excessivamente ásperos e esbranquiçados, nem os hidratantes da Victória's Secret resolveram.
Então achei este Sérum de Hidratação na revistinha da Avon que além de tudo estava em promoção, acho que custou uns R$16. Fiquei com medo, confesso. Não pensei que esse valor salvaria meus pés e ... Tchan, Tchan, Tchan, Tchan!!!!! Salvou!!!!!!...
O creme prevê um bom resultado após uma semana de uso e, realmente, nos primeiros dias não se vê grandes resultados, mas depois de uma semana meus pés estavam renovados. Aqueles fiapinhos ressecados que ficavam nos meus calcanhares sumiram. ÊÊÊ!!!! Mesmo assim continuo usando e quero acabar com ele, pois o vidrinho é pequeno (30 ml) e vale por um tratamento, se usado direitinho, todos os dias.
Sua fórmula possui glicerina, vitamina E, Aloe Vera e óleo de hortelã-pimenta. Ele não tem um cheirinho tipicamente perfumado, mas tem cheirinho de limpeza, o que eu acho ótimo, além disso dá uma deliciosa sensação de frescor. E pra mim funcionou muito bem. A linha Foot Works da Avon sempre me deu bons resultados. Estou testando outro produto da linha, um desodorante spray para os pés, que substitui os famosos talquinhos em tênis e sapatilhas. Depois eu conto o q achei!!!!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Resenha da Leitora Fabiana: Creme Hidratante de Pitanga da Boticário


Adoro usar creme hidratante no dia-a-dia. Costumava comprar o Monange, mas o máximo que durava comigo era quinze dias, além de quase a metade do produto continuar no fundo da embalagem depois que eu terminava de usar. Então um dia resolvi dar uma chance para o creme hidratante da Boticário, uso as maquiagens de lá e praticamente não era novidade que o produto seria bom. Na embalagem está escrito "desodorante corporal", é de Pitanga e bem cheiroso, nem muito forte nem enjoativo, é sutil, no ponto. Minha pela fica bem hidratada quando passo, além disso o produto parece durar bastante, para quem usa hidratante corporal todos os dias vale a pena! Aprovado e recomendado!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Resenha da Leitora Silvana: Sites para comprar cosméticos com frete grátis

Sou louca varrida de comprar coisas do exterior pela internet, e fiquei um tanto chateada quando meu creme de hidratação predileto simplesmente ficou indisponível por mais de dois meses no Morangão. E o meu cabelo estava implorando por misericórdia.

Apelando para São Google encontrei o site hairbb.com, que não tem uma variedade tão enorme assim de cosméticos, mas tem muita coisa boa para tratamento capilar com um preço bemmmmm simpático. Fiz a primeira compra para testar, demorou cerca de 20 dias para chegar aqui no Brasil, mas recebi tudo em excelentes condições. Os produtos são originais, bem embalados...Hummm!

Depois da primeira boa experiência resolvi experimentar outro site asiático de cosméticos, o cosmetictimes.com, que tem uma oferta de produtos imensa e também envia para cá de graça. E mais uma vez BINGO! Comprei um kit de maquiagem da Bourjois, e chegou em minha casa, lacrado, bonitinho, original e o melhor de tudo em menos de 15 dias.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

A especialista: Pincéis insubstituíveis…



Sim, eles existem, não custam nada, estão sempre com você e têm mil utilidades: seus dedinhos!!! Antes de mais nada, eles precisam estar limpos, se você não tiver como lavar as mãos, use um gel ou spray higienizador.
Eu amo pincéis de make e não consigo imaginar um trabalho bem feito sem usá-los, mas para uma emergência ou pequenos retoques, os dedinhos são muito bem vindos! Se você usa uma base líquida, coloque um pouco no dorso da mão e distribua do centro do rosto para as laterais. Uma desvantagem de aplicar a base com os dedos é que você precisa espalhar muuuuito bem para não ficar uma pele carregada e preste atenção na raiz dos cabelos para não ficar evidente que você está de base, afinal, a intenção é ficar natural.
Para aplicar o corretivo, use sempre o dedo anelar (para quem não sabe, é o dedo vizinho do seu mindinho) e dê leves batidinhas.
Sombras cremosas são mais fáceis de espalhar porque o calor dos dedos ajuda a deixar o produto esfumado e uniforme.
Quer ficar com aquela boca corada sem entregar que está maquiada? Pegue um batom e ao invés de aplicá-lo diretamente nos lábios, passe o dedo anelar no produto, faça um biquinho e dê batinhas concentrando no centro. Esse truque é muito usado nos backstages de desfiles para acrescentar uma cor à boca sem evidenciá-la demais.
Blushes e iluminadores cremosos também podem ser aplicados com os dedos, lembrando que a cor ficará mais densa, por isso; mão leve, please!
Dá para esfumar o traço do lápis nos olhos e até consertar aquela sombra que ficou muito marcada...
Agora, se for aplicar um produto em pó, os pincéis ainda são melhores...
Viu? Tá esperando o quê para colocar em prática?
Se você usa os dedos para aplicar algum produto e acha que o resultado é bacana, divide com a gente nos comentários!


Fernanda (mas pode me chamar de Nani), artista plástica e maquiadora. Acredito no poder de uma maquiagem para a auto-estima. Alguns minutos e você estará mais bonita para si mesma e para os outros... Nem pense em sair de casa de cara lavada!!!
nanifadigas [arroba] hotmail.com

domingo, 12 de junho de 2011

Guarda roupa da Creuza, versão El Barrigón

Eu prometi que não ia falar muito de gravidez aqui por não ser esse o foco do blog, mas resolvi fazer esse post porque além de se encaixar na seção guarda roupa da Creuza, ele também tem uma vibe Use o que você tem. Porque, meninas, desde que eu fiquei grávida, tenho resistido um pouco a comprar roupas para gestante. Isso aconteceu inclusive em NY, quando tive acesso a itens mais baratos (e menos jecas). Tá, verdade seja dita, eu nunca dei muita chance pras roupitchas de gestante por aqui, mas é que me sinto mal gastando uma grana em coisas que sabe-se lá se vou usar novamente. Dentro em breve terei um casamento pra ir e aí obviamente terei que comprar algo, mas coloquei nesse post as alternativas que tenho usado no dia a dia, usando as peças que já tenho e tentando não gastar muito:


Aqui vocês vêem a indefectível calça de malha. Eu já tinha duas e comprei mais duas (C&A, R$40 cada, mas na pior das hipóteses sempre as usarei na academia). Combinei com uma camiseta qualquer que servisse (leia-se "cubra a barriga", e essa falhou um pouco, eu tinha que ficar puxando toda hora e na foto dá pra ver um tantinho aparecendo), um cardigã bonitinho abotoado na altura do peito e uma echarpe - nessa parte dá pra variar bem, trocar as echarpes sempre ajuda a não parecer que você está com a mesma roupa todo dia, haha. Nos pés, tênis, até porque eu já abdiquei de saltos desde o terceiro mês de gravidez. Tudo isso eu já tinha, exceto a calça, que também comprei no terceiro mês.


Essa eu já vou começar com uma explicação, haha: pior que meus petchos nem estavam tão monstruosos nessa ocasião, mas o ângulo não me favoreceu (verdade!). De qualquer forma, esse vestido em particular não me serve mais, mas serviu até o quinto mês. Comprei-o por R$85 na feirinha do shopping Center 3, da qual eu sou fã assumida. A amarração é sob os seios e eu usei até não dar mais, sempre com top por baixo, lógico. Nos pés, aí temos um par de havaianas, mas usei com sandalinhas de couro e sapatilhas também. Os óculos aviador são genéricos, trocar os óculos é uma boa também se você tem vários.




Li em algum lugar que a combinação de "legging + blusa comprida" pode ficar monótona se a mulher grávida só usa isso, e concordo... mas as danadinhas são tão práticas... Não só é possível variar as blusas (a da foto é Stellão para C&A, presente de Fred!) como dá pra trocar a tal da legging preta por uma jegging (a da foto é Anthropologie, comprei um tico antes de saber que estava grávida pra ver se curtia, ela tem uns botõezinhos dos lados, achei que ia dar pra ver na primeira figura mas não deu). Eu nem gosto de jegging, tenho medo daquelas meninas que usam jegging com a bunda descoberta (gosto é gosto), mas nesse caso tive que dar o braço a torcer. A sapatilha é Melissa e, a meu lado, mais uma vez temos a minha mãe, cheia de sua elegância magérrima.


Primeiro, atentem para o look da minha prima Cintia: calça de malha!!! Sim, nós grávidas amamos a calça de malha. Não aperta, não esquenta em excesso mas serve pra dias frios, é confortável, não impede os movimentos e dá pra usar por cima e por baixo da barriga, dependendo do estágio da gravidez. Eu estou de vestido Gap com elástico sob os seios e decote V (pra parecer menos fornida de carnes, sabe?) e bota TNG - ambos também já faziam parte do meu guarda roupa, e o vestido ainda cabe um monte de barriga, vai dar para usar por um tempão.

Acho que eu tenho duas considerações a fazer: a primeira é que estou prezando mais pelo meu conforto do que por qualquer outra coisa. Tenho a sorte de não precisar trabalhar de tailleur nem terno e tem dia que, juro, preciso me segurar pra não ir pro trabalho de pijama. Isso acontecia muito no primeiro trimestre, quando eu tinha azia todas as manhãs (e hoje também acontece, mas é por causa da dor nas costas, hehehe). Isso que vocês vêem aí, em diferentes combinações, é mais ou menos o que eu tenho usado, e não tenho muitas outras peças além destas. Variam mais os sapatos, as echarpes, os lenços e demais acessórios.

A segunda é que todas essas fotos são do acervo pessoal. Não estão, portanto, lindas, produzidas e glamourosas. Qual seria a graça se estivessem? Ou se eu não usasse realmente esses "looks"? Nem estou dizendo que não acredito no "look do dia", porque acredito sim, sobretudo quando a pessoa tira as fotos, daí pega a bolsa e vai trabalhar ou cuidar de sua vida. Não creio é em se vestir meramente pras câmeras...

Enfim, vamos ver quanto tempo ainda consigo resistir sem uma visita a uma loja de moda gestante. Conto pra vocês quando acontecer, se acontecer!!!

sábado, 11 de junho de 2011

RIP Dove Antiquebra???


Imagem daqui.

Eu não sei se a linha Antiquebra da Dove - essa aí, da embalagem cinza com as faixas vermelha e douradas - saiu de linha. Só sei de alguns fatos: cada vez está mais difícil encontrá-la para vender, e a Loo, que foi a um evento da marca e recebeu vários produtos, disse que estes não estão entre eles, e nem aparecem no novo site.

Algumas farmácias online ainda têm os produtos (como essa da qual emprestei a foto). Na semana que passou, achei 3 shampoos e 3 condicionadores num supermercado Futurama (Al Barros x Av. Angélica), a preços respectivamente em torno de 6 e 10 reais, e comprei TODOS. É meu estoque pra uma eventualidade... não uma guerra nuclear, mas pro caso de minhas suspeitas estarem certas e a Dove não estar mais fabricando meu shampoo e condicionador prediletos!!!

Passei anos a fio de cabelo curto. Joãozinho, repicado, a la chanel. Em 2006, resolvi que meu cabelo iria crescer. Tinha passado a adolescência e uma parte da idade adulta de cabelo comprido, daqueles que por fora era bela viola, mas era só chegar perto pra perceber a maçaroca de palha e pontas duplas. Hidratação? Que medo. Não funcionava, porque deixava o couro cabeludo melequento e a palha voltava 3 dias depois. Tinha também o dilema usar ou não usar condicionador. Se usava, corria o risco de parecer oleosa. Se não usava, o cabelo ficava mais brilhante, é verdade, mas os fios finos embaraçavam de uma maneira que só quebrando tudo pra desembaraçar. Difícil...

Comprei o shampoo, o condicionador, a máscara e o leave-in dessa linha, na época, "porque era barato". O leave-in já adianto que não é lá grandes coisas. A máscara é muito boa, até falei dela aqui e saiu na nossa coluninha na Revista TPM, mas depois de um tempo de uso me pareceu que meu cabelo "acostumou" (sei que as entendidas dizem que isso non ecziste, mas foi a sensação que tive). Agora, o shampoo e o condicionador... amor eterno, amor verdadeiro. Não sei como, mas o shampoo, embora perolado, deixa meu cabelo limpo e já macio. Complemento com o condicionador, e desembaraçar com o pente fica hiper fácil. Querem mais milagre? Uso diariamente e os fios não pesam nem perdem o volume (pelo contrário, ficam cheio de balanço, dão até uma curvadinha na ponta, parecendo que usei secador e escova redonda). Acredito piamente que foram esses produtos que fizeram meu cabelo crescer forte, até porque quando parei de usá-los por não encontrar mais no mercado tão facilmente, foi que meu cabelo voltou a ser uma nhaca e eu cortei de novo.




Em 2007: cabelo bom, com produtos de farmácia!

Agora que fiz um estoquinho bala desses produtos (e pretendo continuar fazendo, vou comprar os que achar), me animei pra deixar as madeixas crescerem de novo. Sério, me dou melhor com meus Dove Antiquebra até do que com o incrível Dumb Blonde, da Bedhead/Tigi. Daí que tô dividindo essas emoções com vocês. Fiz até o mesmo corte repicado de 2007, vejam só...

sexta-feira, 10 de junho de 2011

God Bless Makeup For Ever


A leitora Gabi mandou agora cedo, e eu que ainda estava impressionada com o vídeo que a Vic postou (com a rotina de cuidado das asiáticas, que chegam a usar ONZE produtos - fora maquiagem), quase não acreditei no milagre. Vale a pena.

Cosméticos Maturi


Quando fomos no Sparkkli aprender com Lu Ramos entre otras cositas, saímos com alguns produtos muy interessantes para testar. Dentre todos, o que mais gostei pela qualidade e porque nunca compraria para usar são os da Maturi. Mas por que nunca compraria, Loo? Porque produtos para pele madura definitivamente não estavam entre minhas opções de compra.



O creme para os pés é o melhor que já usei. Em 3 dias de uso, devolveu meu pé hidratadinho, macio, sem peles secas, e bem fresquinho, porque tem efeito mentolado bem de leve. O creme para mãos é grossinho, deve pesar para usar durante o dia, mas sempre deixei na cabeceira da cama para usar antes de dormir (junto com o de pés). Ao acordar e lavar as mãos, ainda dava pra sentir o efeito do creme sabe? E fez um milagre nas minhas cuticulas, jamais visto. A única coisa que estranhei foi o cheiro ficar estranho, perto do fim mas bem longe do vencimento. Como não teve alteração de eficiencia, continuei usando até não sobrar n-a-d-a na embalagem.

Tem pra vender na loja virtual e em alguns pontos de venda e achei o preço ótimo pelo beneficio (R$ 23 mãos e R$ 25 pés, em promoção).
Na foto eles já estavam acabando, infelizmente :-S

Loo, 30 anos com carinha de 28, aprovou com louvor.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Panvel Deusas by Simone Barcelos






Morro de alegria quando vejo gente do bem prosperando sabe? Tipo a Simone da Beauty Box, que conheci no evento Rexona fazendo produção de estilo mas que na verdade é uma maquiadora de mão cheia (fizemos aula com ela que vocês viram nesse post aqui e fiz o cursode maquiagem profissional na escola dela) e acabou de lançar uma linha de maquiagem em parceria com a Panvel MakeUP.
Além dos batons acima, tem 4 esmaltes lindos e 2 quartetos de sombra com aquele precinho amigo de Panvel.

Para ver os esmaltes e quartetos, visite o blog: panvelmakeit.com.br/2011/06/panvel-make-up-apresenta-deusas

Ei Panvel, vem logo pra SP, vem?
 


quarta-feira, 8 de junho de 2011

Yenzah Sou + Cachos


No segundo post da série "desovando resenhas de produtos capilares", a Yenzah, marca carioca fofa-fofa que nos mandou alguns produtos ano passado (a Joo contou aqui), cercado de carinho na embalagem (amo!) mas que acabei nunca falando por aqui. Recebi a linha para cabelos cacheados logo que foi lançada e posso falar? Show. Dos produtos de farmácia, está entre os melhores, senão o melhor. O shampoo é super cremoso e já deixa os cabelos bem hidratados. O condicionador é um creme grossinho que desaparece nos fios e os deixa bem encorpadinho (eu gosto, porque meu cabelo é fino). O leave-in tem uma opção inédita entre os leave-in: fixação forte e fixação suave. Como falei no post anterior, cabelos mais curtos precisam de fixação mais forte, enquanto os mais compridos pedem cremes mais leves. Desde que cortei o cabelo bem curtinho, não comprei mais o amadinho Mariana por ser bem molinho e não dar forma direito ao meu cabelo. A única coisa estranha desse leave-in forte é que ao espalhar na mão, ele forma fios grudentos que caem na roupa e me fazem xingar uma eternidade, porque com a mão melecada de creme, não dá pra correr e limpar com uma toalha antes do creme grudar na roupa e emporcalhar tudo. Mas depois de uma meia dúzia de roupas trocadas antes de sair, aprendi a lição. #lenta

Já vi para vender na Ikesaki e custa entre R$ 15 e R$ 20, do que lembro. O próximo que quero testar é o gel ativador, tá na lista de compras.


Pitaco (atrasado) da Joo: Bom, eu achei legal que a marca teve super noção e mandou produtos de cabelo cacheado para a Loo e de cabelo liso para mim. Isso não é apenas um carinho; acho que é cuidado em mandar itens pra quem vai realmente utilizá-los. Afinal, o que eu faria com um monte de shampoo e creme pra cabelo cacheado??? Enfim, pena que a minha experiência com os produtos não foi a mesma que a da Loo. Explico: pelo que entendi, os produtos para cabelo liso são focados principalmente na hidratação - como uma GRANDE PARTE de coisas pra cabelo liso que há no mercado. Sofro um pouco com isso, porque tendo cabelo muuuuito fino e pouco, pra mim a medida certa é limpeza + hidratação moderada. Senão, o resultado invariavelmente acaba sendo cabelo pesado, sem volume e com uma carinha de "oi, há uma semana não sou lavado". Mas como existem milhões de tipos de lisas, acho que esses produtos da Yenzah vão cair super bem pra aquelas que tem muito cabelo, cabelo grosso, volumão. Quem testar, conta aqui.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Secrets Professional

Para começar a desovar a série de produtos para cabelo que usei e preciso fazer resenha,  vou falar da Secrets Professional, que recebi faz um tempão e já acabou faz um tempão também. Eu morro de preguiça de qualquer coisa com professional no nome (que não seja L'oreal), ainda mais quando é para uso caseiro e não exclusivo de salão. Só topei testar porque a linha não promete milagres, apenas hidratar, que é o cabelo cacheado precisa.

A linha Secrets Cabelos cacheados foi desenvolvida para impedir que os cabelos se tornem secos, frágeis e quebradiços através de um complexo emoliente e hidratante que trabalha exatamente na causa desses efeitos.
A presença dos cachos impede que a oleosidade natural dos fios percorra sua extensão e chegue até as pontas, deixando os cabelos desprotegidos contra as agressões do dia-a-dia.

Seus polímeros umectantes trabalham na lubrificação dos fios, deixando os cabelos muito mais fáceis de pentear ou amassar. Os liponutrientes ricos em vitamina F e a manteiga de Karité agem no fornecimento de emoliência, repondo nutrientes e formando um filme protetor contra o ressecamento dos fios, aliado a silicones que definem os cachos e reduzem o volume.
Bingo! sem magia, sem restaurar, sem queratina, sem reconstruir nem promessas mirabolantes. O que eu achei? Um ótimo shampoo + condicionador para uso diário, quando você quer apenas lavar os cabelos e mante-los hidratados sem apelar pra máscaras. O shampoo é semi-transparente perolado, limpa sem ressecar e sem pesar. O condicionador some nos fios e hidrata levemente. Recebi também a máscara - que não usei ainda - e o leave-in, que não gostei. Achei líquido demais, não funciona no meu cabelo mezzo curto que precisa de definição. Talvez para cabelos mais compridos funcione melhor.

E o desserviço: não sei quanto custa e não sei onde vende, mas no site prometem responder rapidamente as dúvidas sobre pontos de venda.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Arquivo #TPM no ar

Finalmente eu tomei vergonha na cara, venci a preguiça e atualizei o arquivo das nossas participações na Revista TPM. (abafa que eu tava que ia precisar de Photoshop mas dãm, nem precisa!)



(abafa também que falta uma edição que eu devo ter perdido na zona da minha caixa de e-mail)

A especialista: Natura Una – Tons de Inverno

Semana passada estive no lançamento da coleção da Natura. Muitas novidades e produtos com qualidade inquestionável (há uma luz no fim do túnel no mundo das maquiagens nacionais). Os estojos de sombras e blushes possuem refil, que além de ecológicos são fáceis de trocar. Desta vez a marca apostou em três trios de cores: tons de rosa (claro e escuro) e bronze. Todos têm um pouco de brilho.


Um produto que eu gostei bastante da proposta inovadora é o delineador em pó. Isso mesmo que você leu: em pó! Além de ser muito fácil de aplicar, o efeito é mais discreto se comparado ao delineador líquido, gel ou caneta. O resultado é um traço preciso e esfumado ao mesmo tempo. Se você não tem prática com delineador, é ótimo porque é fácil de usar e você pode fazer o traço com este produto servindo de "guia" para fazer o traço com um delineador líquido por cima. São três cores: azul e preto com acabamento mate e grafite com acabamento cintilante. Minha aposta é no grafite, tudo a ver com as tendências deste inverno e com um brilho lindo. O único porém é que ao aplicar o produto, o "pozinho" vai caindo na pálpebra e não tem como evitar, então minha dica é: faça os olhos primeiro e depois a pele (base, corretivo e pó).


As bases líquidas são em bisnaga, em uma versão para levar na bolsa (30ml). Possuem FPS 15, são livres de óleo e possuem a tecnologia Chronos com Elastinol+R (bacana se maquiar e cuidar da pele ao mesmo tempo, né?). As fórmulas ainda contêm vitamina E, licopeno e extrato de café verde, conhecidos antioxidantes.


Os batons também possuem a tecnologia Chronos e todos possuem brilho. Gostei do cheirinho suave de baunilha.


Os quartetos de sombras estão maravilhosos e deu para notar que estão com muito pigmento. Outro produto legal: a sombra em creme no formato de caneta. É ótimo para usar antes da sombra em pó, funciona como um primer e deixa a cor mais viva. O Marcos Costa fez um olho azul liiiindo em mim com esta sombra em caneta, uma sombra marrom e uma iluminadora do quarteto.


O delineador em pó na cor grafite que eu amei e o quarteto que o Marcos usou nos meus olhos (+ a sombra em caneta na cor azul)

Fernanda (mas pode me chamar de Nani), artista plástica e maquiadora. Acredito no poder de uma maquiagem para a auto-estima. Alguns minutos e você estará mais bonita para si mesma e para os outros... Nem pense em sair de casa de cara lavada!!!
nanifadigas [arroba] hotmail.com

A tal da Eudora

No dia do lançamento da primeira loja Eudora (no shopping Morumbi), eu corri para ver qual é essa tal nova marca do Boticário.
Depois que a festa de lançamento acabou, fui ver na loja o que estava destinado aos consumidores. A loja é realmente linda, bem decorada, com uma luz acolhedora e vendedoras simpáticas e dispostas a apresentar todo o conceito e todos os produtos.
Olhando a disposição dos produtos na loja do dia do lançamento (sempre muda, e sempre vejo pois almoço no Shopping Morumbi) eu me senti folheando um catálogo da Avon ao vivo.  Produtos pro corpo com hidratante, body splash, creme para mãos e etc com várias fragências e formando uma linha completa, maquiagem acessivel, maquiagem mais cara (mas ainda acessivel) e hidratantes e perfumes mais caros: igualzinho no catálogo da Avon. Eu não isso ruim, mas o posicionamento me deixa confusa.
Se a estratégia da marca é focar na venda porta a porta (classe C), porque começar no desfile da Issa mandando blogueiras top* para a cobertura, em Londres? Por que lojas em shoppings caros, logo de cara? Tá, tudo bem, a classe C está na internet, mas alguém viu propaganda (fora blogs) por ai? eu confesso que não...
A única coisa que achei bem compatível é a sofisticação de produtos simples, como um hidratante  perfumoso a la Victoria Secrets por R$ 32.
Algumas coisas me empolgaram, como a máscara incolor com aplicar colorido: fofissimo e inédito, no meu parco conhecimento. O demaquilante pareceu bem bom e deve ser minha próxima compra por lá.
No dia, comprei o que deve ser um dos produtos mais baratos da loja, o batom da linha Soul Kiss.

 
A cor é a Spring Rose e é menos pink do que parece na foto. Deve parecer o Please Me da Mac e me deixou bem feliz, pois procurava um batom rosinha que não fosse frio (ou que não fosse o Snob, como preferir). É cremosinho e pigmentado, curti bastante.
A linha é enorme (a Lia fez um super post e o site melhorou bastante depois que começou com e-commerce), mas eu só apostaria na linha da maquiagem: acho melhor comprar hidratante  baratinho de farmácia que em catálogo.

Ah, quase esqueci, acho que vai agradar as tuiteiras fãs de Clarice, direto do site
 

"SUPONHO QUE ME ENTENDER NÃO É UMA QUESTÃO DE INTELIGÊNCIA E SIM DE SENTIR, DE ENTRAR EM CONTATO...OU TOCA, OU NÃO TOCA".
Clarice Lispector



* antes que me chamem de invejosa, eu a-d-o-r-o a Camila, pessoalmente é umas das pessoas mais fofas que já conheci nessa blogosfera e torço muito pelo sucesso dela.

domingo, 5 de junho de 2011

Operando por intrumentos...

... até que o Blogger volte a ser o menino bonzinho de 11 anos de idade que é!

Depois de impedir novas postagens por uns dias e sumir com comentários, agora é a busca que anda bem zuadinha. E como a gente usa pra caramba para localizar posts (e esperamos que vocês usem também!), apelei para a busca roots do Google. Aqui na coluna lateral direita tem um link :: Para pesquisar, clique aqui :: que vai levar para a telinha abaixo


Aí é só trocar o digiteaquioquedesejabuscar pela sua busca e cha-naaan!





Enjoy it!

Illamasqua: love, love, love!

Não, isso não é um post prévia de Dia dos Namorados... até porque a marca é gringa, e o Dia dos Namorados na Gringolândia é em fevereiro. Mas o post é oportuno porque mesmo que minhas compras da última viagem tenham sido quase exclusivamente em favor da nenê, trouxe alguns mimos para mim... e a grande maioria deles é da Illamasqua.

Por que? Bom, quando eu penso na Illamasqua, duas coisas me vêm à cabeça: duração e pigmentação. Nos produtos que já experimentei/comprei, ambas são incríveis. Imagina só ir a uma festa e não ter que ficar retocando o batom mil e duzentas vezes. Ou sair de casa de manhã com aquela cara corada de blush, e ela durar até o final do dia. Legal, né? Eu não sou patrocinada, não ganhei nada da marca, foi tudo comprado com meu pobre rico dinheirinho, então atesto sem medo que os produtos funcionam!!!

Mas de quais produtos você está falando, Joo?

Primeiro deixa dizer que nunca experimentei nada da marca que sirva para "fazer a pele", tipo base, corretivo, pó e afins. Foram sempre os produtos com cor que me atraíram. Apesar disso, nunca usei os esmaltes famosões, rímel, delineador ou pigmento em pó. Os glosses da marca experimentei apenas no display na Sephora e não achei lá grandes coisas; nem mesmo a embalagem justifica o preço, é igualzinha à dos glosses da Vult. As embalagens da Illamasqua, aliás, são meio feinhas, nem curto a vibe meio "gótica" da marca. Mas vamos obedecer o clichê, não julgar o livro pela capa e seguir em frente...

Os Batons



Fato: grande parte dos batons da Illamasqua é BEM seca. Todos os que eu tenho - Obey, Over, Tramp, Ignite, Resist - pelo menos são. E tem gente que não gosta, não acha confortável. Eu adoro. Por que? Porque a duração fica incrível. Acontece realmente de eu ir a alguma festa usando um deles e, mesmo que coma ou beba, retoco uma só vez, mesmo quando estou usando meu favorito deles, o Tramp, que é vermelhão tomate (notei que ele sumiu do site e das lojas da Sephora, mas tem no site da Illamasqua). A marca, aliás, é o paraíso pra quem gosta de batons com acabamento matte (presente!), mas daí precisa estar com os lábios "em dia", hidratados e sem pelinhas sobrando (eca), o que é mais difícil no inverno. Todos os meus batons da Illamasqua são super hiper pigmentados, marcantes mesmo, e alguns até de uma forma meio estranha, como o Obey - com o qual, confesso, ainda não me acostumei muito.


Os Blushes em pó



Tweak e Panic são os que eu tenho. Esse último é incrível, bem cor de cereja, permite construir camadas, dá aquele ar de boneca de pano corada mesmo - daí tem que tomar cuidado e aplicar com pincel bem gordão e fofo, tomando cuidado pra remover o excesso de produto antes de passar o pincel na pele, pra não correr o risco de ficar com a maquiagem manchada. E se não é o Tweak na foto acima, é bem parecido, um rosinha forte porém mais girlie. Ambos dão acabamento matificado, e duram que é uma beleza. Pode ter certeza que seu blush não vai evaporar no meio do dia ou da noite. Vejam as cores aqui.


Liquid Metal



Desse produto eu tenho duas cores BEM berrantes, Resolute e Superior (vejam cá) e posso garantir que são extremamente pigmentados e, como o próprio nome diz, metalizados. É, precisa mesmo gostar de coisa "cheguei" pra usar. Além disso, funcionam suficientemente bem pra não derreterem e acumularem nas dobrinhas do olho. A marca diz, inclusive, que esse produto não foi feito apenas para os olhos, podendo ser usado nos lábios, rosto, corpo... ok, no caso do Resolute, vermelhão, até ornaria usar como batom ou espalhar um tiquinho como se fosse blush. Algumas outras cores funcionariam como iluminador. Já quanto ao azulão Superior, não vejo muita outra aplicação senão como sombra mesmo, sob pena de ficar parecendo a Mística.


Cream Pigments




Como o próprio nome dá a entender, são pigmentos (dã), só que cremosos (dããã). Diz a lenda que são produtos novos no catálogo da Illamasqua. Super me empolguei e passei um tempão brincando com eles no mostruário. Achei Mould, Dab e Hollow lindos; acabei optando pelo primeiro por causa dessa mania de só fazer olhão escuro, que eu preciso perder pra poder variar um tiquinho. Depois descobri que a Victoria, aka Dia de Beauté, falou super bem dele num post, mostrou look usando e etc (tentei colocar o link e não consegui abrir o post dela, não sei se é algum problema por lá ou meu 3G que tá tosco demais). Vou chover no molhado, falar que é pigmentadão, ótima duração, a marca diz que dá pra usar com outros propósitos (eu fiquei horrível com o Mould na boca, mas quem sabe combina com outras pessoas, né?), mas o que achei mais legal foi o tal negócio de comstruir camadas: aplicando camada sobre camada do produto, dá pra partir de um roxinho e chegar num roxão, daí são várias opções de roxo pra usar e variar. Recomendo muito, ao menos como sombra!


Se vocês têm experiência com algum outro produto da marca, mandem bala nos comentários. Assim todo mundo fica sabendo e tem elementos pra decidir se compra ou não, porque embora os preços não sejam nenhum absurdo horrendo, também não é que é barato.


O site entrega no Brasil, mas nunca comprei lá - minhas compras foram todas físicas, em Sephoras, mas atenção, porque não é em toda Sephora que se encontra todas as marcas. A do shopping Plaza Las Americas de San Juan/Puerto Rico, por exemplo, não tinha Illamasqua da última vez em que visitei (fevereiro de 2010). Ah, e todas as fotos que ilustram o post foram emprestadas do próprio site da marca, ainda por problemas ainda relativos à mudança (socorro, não acho meu leitor de cartão da Sony nem o cabo USB da câmera!).

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Isadora Duncan mandou lembranças


Todo mundo já deve ter visto na internerds afora, mas eu só vi hoje e acho que quem não viu precisa ver: 25 formas de usar echarpe. Além de ter aprender 24 maneiras diferente (eu só sabia o "European" e me achava bem pimpona), a edição do vídeo é incrivel. Vale a pena!